Início do conteúdo

13/07/2018

Sinitox apresenta trabalho no Abrascão 2018

por Alexandre Ressurreição

“Tendência das intoxicações humanas no Brasil, de 2006 a 2015: uma amostra por conveniência do Sinitox” é o título da apresentação do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas no 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. O trabalho foi um dos selecionados para integrar o grupo de ‘Vigilâncias sobre agrotóxicos, resíduos e intoxicações’.

 

Para avaliar a tendência dessas intoxicações, a pesquisa desenvolvida por Rosany Bochner e Erick Penedo selecionou uma amostra compreendendo somente os dados dos Centros de Informação e Assistência Toxicológica (CIATs) que tiveram 100% de adesão nas estatísticas do Sinitox, durante o período estudado. “A razão desta seleção é evitar ruídos durante a análise das tendências de aumento ou diminuição das intoxicações”, diz Rosany.

 

Além do trabalho do Sinitox, outras 5 pesquisas serão apresentadas no grupo: “Sociedade civil e observatório de vigilância em saúde de população exposta a agrotóxicos no estado de São Paulo”; “A implantação da vigilância sanitária em saúde de populações expostas a agrotóxicos no estado da Bahia”; “Análise do programa de análise de resíduos de agrotóxicos em alimentos (PARA) no período de 2010 a 2016 no Brasil”, “Manejo de resíduos sólidos de saúde, em duas unidades de saúde em Palmas – Tocantins: Bases para seu gerenciamento” e “Sistemas nacionais de notificação de eventos adversos: uma comparação entre Brasil e Portugal”.

 

Diversos outros temas de interesse para a Saúde Coletiva estão presentes na programação do evento. O congresso, também conhecido como Abrascão, é promovido pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva e pela primeira vez será realizado no campus Manguinhos da Fiocruz. A programação completa do Abrascão 2018 pode ser consultada através do link http://www.saudecoletiva.org.br/index.php

Voltar ao topoVoltar