Início do conteúdo

24/06/2016

Livro, informação e prevenção

por Alexandre Ressurreição

“Sinitox vai à escola” é o nome do projeto que o Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas divulga para levar conhecimento sobre prevenção de intoxicações em colégios da região metropolitana do Rio de Janeiro. Durante a visitação, ocorrerá uma palestra sobre o tema e a doação do livro “Plantas Tóxicas ao alcance de crianças: transformando risco em informação”, que apresenta em seu conteúdo informações acerca das características e propriedades de uma variedade destas plantas.

 

 

O livro escrito pelas pesquisadoras da Fiocruz, Rosany Bochner (coordenadora do Sinitox), Judith Fiszon e Maria Aparecida de Assis, foi baseado em um levantamento da presença de plantas tóxicas em colégios do município do Rio de Janeiro, no período de 2008 a 2010, que identificou 23 espécies deste tipo de plantas ao alcance de crianças.

 

Com base na ideia de que a informação é uma forma de prevenção, o livro vem contribuir com a popularização da ciência, trazendo conhecimentos úteis sobre algumas plantas tóxicas que podem ser encontradas não só em colégios, mas também em outros lugares onde crianças têm acesso, como jardins de condomínios e de praças.

 

A prevenção contra intoxicações sempre esteve na pauta de discussões do Sinitox, sendo a informação um instrumento que o Sistema vem utilizando para conscientizar seus diversos públicos sobre esta questão. “As instituições de ensino são locais ideais para disseminar informação sobre plantas tóxicas, por se tratar de um lugar onde se constrói o conhecimento, além de possuir pessoas de todas as idades”, afirma Rosany Bochner.

 

Como o levantamento das espécies vegetais tóxicas foi construído segundo metodologia científica e todas as informações sobre as plantas apresentadas no livro (parte tóxica, princípio ativo e sintomas de intoxicação) são referenciadas pelas autoras através de livros e artigos científicos, sua leitura também é de interesse de estudantes de nível superior e pós-graduação, pois permite aprofundamentos sobre o assunto.

 

Para participar do “Sinitox vai à escola”, a instituição deve fazer uma solicitação por meio do Fale Conosco do site, ou entrar em contato pelo telefone (21) 3865-3247.

 

Ação nacional

 

Embora este projeto seja destinado a unidades de ensino do Rio de Janeiro, instituições de todo o país podem adquirir exemplares do livro sobre plantas tóxicas, bastando entrar em contato com o Sinitox e fazer a solicitação. O intuito desta medida é possibilitar que a ação tenha abrangência nacional. Os custos da postagem são de responsabilidade do requisitante.

 

ATENÇÃO:

Em virtude da suspensão do serviço de encomendas pré-pagas via Internet pelos Correios, a doação do livro está sendo feita apenas aos que possam retirá-lo no endereço do Sinitox. Agende sua visita através do e-mail sinitox@icict.fiocruz.br

Voltar ao topoVoltar