Início do conteúdo

12/05/2017

Sinitox participa de encontro sobre escorpiões

por Alexandre Ressurreição

O Instituto Vital Brazil (IVB) e o Sinitox participaram da oficina Prevenção de acidentes com escorpiões promovida pelo Instituto Nacional de Infectologia (INI/Fiocruz), nos dias 9 e 11 de maio. O evento foi uma oportunidade para discutir com os participantes do Projeto Plataforma dos Saberes (INI/Fiocruz) questões relevantes acerca desses animais de importância médica.

 

Segundo os números do Sinitox, os escorpiões são os animais peçonhentos que mais vem causando acidentes no Brasil, sendo crianças o grupo mais suscetível de ocorrer acidentes fatais. “O escorpião é uma praga urbana, é um fato, e em 2015, o número de óbitos por picadas de escorpião, nas áreas rurais e urbanas no país, superou o de mortes por picadas de serpente”, destacou o biólogo Claudio Maurício (IVB), palestrante do encontro.

 

Claudio Maurício explica que o escorpião geralmente utiliza o veneno como um instrumento de defesa

 

A oficina teve uma parte teórica, com informações sobre dados epidemiológicos e morfologia do animal, e outra parte prática, com exposição de maquete e extração de veneno da espécie Tityus serrulatus, conhecida como escorpião-amarelo. Durante o encontro, Claudio destacou que esta espécie é típica das regiões Sudeste e Centro-oeste do Brasil, e é responsável por provocar acidentes graves, sobretudo, em crianças e idosos.

 

Maquete mostra os lugares de uma casa onde os escorpiões costumam se abrigar, como: entulhos; frestas de portas, pisos e janelas; panos deixados no chão e encanamentos.

 

A extração do veneno do escorpião é mostrada no vídeo a seguir. O veneno é utilizado na produção de soro antiescorpiônico, importante para o tratamento das vítimas de acidentes com este animal peçonhento. 

 

 

 

No término da oficina, os participantes foram motivados a serem agentes disseminadores de informações, recebendo a tarefa de divulgar em suas comunidades as principais medidas de prevenção contra acidentes com escorpiões.

 

 

Medidas de prevenção

Para prevenção de acidentes com escorpiões são necessárias medidas que eliminem os abrigos úmidos onde estes animais possam se alojar; cuidados com as aberturas por onde possam ter acesso às casas (ralos, frestas de portas, janelas, vasos de plantas, materiais em geral que entram na residência) e; eliminação dos insetos domésticos (limpeza frequente, cuidados com o lixo, etc.). Há também empresas de controle de pragas registradas que oferecem esse serviço com garantia.

 

O que fazer em caso de acidentes?

A pessoa deve lavar o local com água e sabão e procurar socorro médico imediatamente.

 

 

Créditos:

Fotos: Antonio Fuchs (INI)

 

Voltar ao topoVoltar